segunda-feira, 27 de março de 2017

O que significa “ter a verdadeira luz, caminhar na luz?” – o Papa responde


A cura do cego de nascença, narrada pelo Evangelho de João, proposto pela Liturgia do dia, inspirou a alocução do Papa – que precede a oração do Angelus –  neste IV Domingo da Quaresma.
“Com este milagre Jesus se manifesta e se manifesta a nós como luz do mundo” e que acolhendo novamente nesta Quaresma a luz da fé, “também nós, a partir da nossa pobreza”, sejamos “portadores de um raio da luz de Cristo”, disse Francisco, dirigindo-se aos milhares de fieis e peregrinos reunidos na Praça São Pedro.
“O cego de nascença – explicou o Santo Padre –  representa cada um de nós que fomos criados para conhecer Deus, mas por causa do pecado somos como cegos, temos necessidade de uma nova luz, a da fé, que Jesus nos deu”.
Aquele cego do Evangelho, ao readquirir a visão, “abre-se ao mistério de Cristo”, disse o Pontífice, que explicou:
“Este episódio nos induz a refletir sobre nossa fé em Cristo, o Filho de Deus, e ao mesmo tempo refere-se também ao Batismo, que é o primeiro Sacramento da fé: o Sacramento que nos faz “vir à luz”, mediante o renascimento da água e do Espírito Santo; assim como acontece ao cego de nascença, ao qual se abrem os olhos após ter sido lavado na água da piscina de Siloé”.
“O cego de nascença curado – completou Francisco –  nos representa quando não nos damos conta que Jesus é a luz, “a luz do mundo”, quando olhamos para outros lugares, quando preferimos confiar nas pequenas luzes, quando tateamos no escuro”:
“O fato de que aquele cego não tenha um nome, nos ajuda a nos refletir com o nosso rosto e o nosso nome na sua história. Também nós fomos “iluminados” por Cristo no Batismo, e portanto somos chamados a comporta-nos como filhos da luz. E comportar-se como filhos da luz exige uma mudança radical de mentalidade, uma capacidade de julgar homens e coisas segundo uma outra escala de valores, que vem de Deus. O Sacramento do Batismo, de fato, exige a escolha firme e decidida de viver como filhos da luz e caminhar na luz”.
Mas, o que significa “ter a verdadeira luz, caminhar na luz?”
“Significa, antes de tudo, abandonar as falsas luzes: a luz fria e fátua do preconceito contra os outros, porque o preconceito distorce a realidade e nos enche de aversão contra aqueles que julgamos sem misericórdia e condenamos sem apelo. Isto é pão de todo dia! Quando se fala mal dos outros, não se caminha na luz, se caminha na sombra”.
E Francisco completa:
“Outra luz falsa, porque sedutora e ambígua, é aquela do interesse pessoal: se valorizamos homens e coisas baseados em critérios de nossa utilidade, do nosso prazer, do nosso prestígio, não realizamos a verdade nos relacionamentos e nas situações. Se vamos por este caminho do buscar somente o interesse pessoal, caminhamos nas sombras”.
O Papa concluiu, pedindo que a Virgem Santa obtenha para nós “a graça de acolher novamente nesta Quaresma a luz da fé, redescobrindo o dom inestimável do Batismo, que todos nós recebemos. E esta nova iluminação nos transforme nas atitudes e nas ações, para sermos também nós, a partir da nossa pobreza, portadores de um raio da luz de Cristo”.
Após rezar o Angelus, o Papa saudou os presentes e agradeceu ao Cardeal Scola e aos milanese pela calorosa acolhida que teve durante sua visita a Milão no sábado: “Uma acolhida extraordinária, para um dia inesquecível. Realmente me senti em casa. E isto com todos, crentes e não-crentes. Vos agradeço muito queridos milaneses e digo uma coisa para vocês: constatei que é verdade aquilo que se diz: ‘Em Milão se recebe com o coração na mão”. Obrigado!”.
Rádio Vaticano | Mar 26, 2017

quinta-feira, 16 de março de 2017

Oração de Libertação: Preciosíssimo Sangue de Jesus

Precisamos estar guardados sob o Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo

Precisamos estar guardados sob o Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo. Por isso convido você a rezar esta Oração, que certamente será fonte de Cura e Libertação!
O sangue sobre as casas em que habitais vos servirá de sinal: Vendo o sangue, passarei adiante, e não sereis atingidos pelo flagelo destruidor, quando eu ferir o Egito. (Ex 12,13)
E a Palavra de Deus no confirma:
“Pois se o sangue de carneiros e de touros e a cinza de uma vaca, com que se aspergem os impuros, santificam e purificam pelo menos os corpos, quanto mais o Sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu como vítima sem mácula a Deus, purificará a nossa consciência das obras mortas para o serviço do Deus vivo”? (Hb 9,14-15)
Senhor Jesus cristo, em Vosso nome, e com o poder de vosso Sangue Precioso, selamos cada pessoa, fato ou acontecimento através dos quais o inimigo nos queira prejudicar.
Com o poder do Sangue de Jesus, selamos toda potência destruidora no ar, na terra, na água, no fogo, abaixo da terra, nos abismos do inferno e no mundo no qual hoje nos moveremos.
Com o poder do Sangue de Jesus, rompemos toda interferência e ação do Maligno. Pedimos-vos, Senhor, que envieis aos nossos lares e locais de trabalho a Santíssima Virgem Maria, acompanhada de São Miguel, São Gabriel, São Rafael e toda sua corte de santos anjos.
Com o poder do Sangue de Jesus, lacramos nossa casa, todos os que a habitam (nomear a cada um), as pessoas que o Senhor a eles enviará, assim como todos os alimentos e os bens que generosamente nos concede para nosso sustento.
Com o poder do Sangue de Jesus, lacramos terra, portas, janelas, objetos, paredes e pisos, o ar que respiramos, e na fé colocamos um círculo de seu Sangue ao redor de toda nossa família.
Com o poder do Sangue de Jesus, lacramos os lugares onde vamos estar neste dia e as pessoas, empresas e instituições com quem vamos tratar.
Com o poder do Sangue de Jesus, lacramos nosso trabalho material e espiritual, os negócios de nossa família, os veículos, as estradas, os ares, as ruas e qualquer meio de transporte que haveremos de utilizar.
Com o vosso Preciosíssimo Sangue, lacramos os atos, as mentes e os corações de nossa Pátria afim de que Vossa paz e Vosso Coração ao fim, possam nela reinar.
Nós vos agradecemos Senhor, por vosso Preciosíssimo Sangue, pelo qual nós fomos salvos e preservados de todo Mal. Amém.

sexta-feira, 10 de março de 2017

Ir à Missa aos domingos. É obrigatório?!?

                           
Veja que resposta interessante.

Pergunta: –Olá  padre,  sua benção! Estou com uma dúvida e penso que o senhor  poderá me ajudar. É preciso ir todo domingo ou final de semana à missa?
Eu não tenho conseguido ir e minha mãe fala que é errado, porém eu penso que não adianta eu ir todos os finais de semana se não estiver bem para receber o Corpo de Jesus. Gostaria de uma resposta, pois isso tem me intrigado muito! Um abraço e que Deus o abençoe!


Responde: – Se você entende que ir à missa todos os domingos é uma obrigação, não vá.
Se você entende que ir à missa todos os domingos é bobagem, não vá.
Se você entende que ir à missa todos o domingos é muito chato, não vá.
Se você entende que ir à missa aos domingos é perda de tempo, não vá.
Se você entende que não ir à missa aos domingos é pecado, não vá. 
Vá à missa todos os domingos, Fernanda, somente nas circunstâncias abaixo: quando você entender que ir à missa é uma resposta de amor a Deus por todo o amor que você recebe dele constantemente; 
quando você entender que é preciso alimentar a sua fé com a Palavra de Deus e com o Pão da Vida que é Jesus; quando você entender que você participa de uma grande família e que, quando você não va,i seu lugar fica vazio na mesa; quando você entender que não basta ter fé, é preciso viver a sua fé;
quando você entender que o domingo é dia de curtir a família, os amigos, a vida, mas também é dia de curtir o Deus maravilhoso que a ama de todo coração. Sabe, Fernanda, certamente você já deve ter experimentado aquela sensação de que a missa não muda. É tudo igual, tudo repetitivo, etc. Lembre-se, porém, que sua família não muda e você a ama; sua escola é a mesma, e você a frequenta; seus amigos são os mesmos e você não se enjoa deles. Você vai ouvir também de muita gente que ir à missa só vale quando a gente tem vontade. Eu também acho. Mas também acho, querida, que devemos educar a nossa vontade para querer coisas boas que nos fazem crescer, que nos fazem felizes.⛪👼🕊

Achei o texto muito bom por isso resolvi compartilhar!

REFLITAM!!!

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Oração da confiança


Meu Senhor e Deus, eu sou tão convicto de que cuidas de todos os que esperam em Ti e que nada pode faltar àqueles que esperam tudo de Ti, que decidi, como norma, viver sem nenhuma preocupação e dirigir a Ti toda minha inquietude.

Os homens podem despojar-me de todos os bens e mesmo da minha honra; as doenças podem privar-me das forças e dos meios para servir-te; com o pecado posso até perder a tua graça, mas não perderei nunca jamais a minha confiança em Ti. A conservarei até ao extremo da minha vida e o demônio, com todos os seus esforços, não conseguirá tirá-la de mim.

Outros esperam a felicidade das riquezas e de seu talento; confiam mesmo na inocência de suas vidas, no rigor de suas penitências, na quantidade de suas boas obras ou no fervor de suas orações; para mim toda a minha confiança está na própria confiança que tenho; confiança que não enganou ninguém.


Eis porque tenho absoluta certeza de ser eternamente feliz, porque tenho a inabalável confiança de sê-lo e porque o espero unicamente de Ti.

Por minha triste experiência, devo infelizmente reconhecer ser débil e inconstante; sei quanto às tentações podem contra as virtudes mais firmes; e, no entanto nada, enquanto conservar esta firme confiança em Ti, poderá assustar-me; reabilitarei-me de qualquer desgraça e estarei certo de continuar a esperar, porque espero com esta imutável esperança.

Enfim, meu Deus, sou intimamente persuadido de que não será jamais exagerada a confiança em Ti e que o que obterei de Ti, será sempre muito mais do que o que terei esperado.

Espero também, Senhor, que Tu me sustentes nas fáceis debilidades; me sustentes nos assaltos mais violentos; faças triunfar a minha fraqueza sobre os meus temidos inimigos.

Tenho muita confiança que Tu me amarás sempre e que também eu, por minha vez, te amarei para sempre. E para levar ao mais alto grau esta minha confiança, ó meu Criador, eu espero-o de Ti mesmo, pelo tempo e pela eternidade. 
Amém.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Reflexão do Dia: Como anda minha oração?


Quanto mais próximos do chão estiverem os seus joelhos, mais próximo de Deus estará o seu coração. (Ricardo e Marta)

“A medida de amar a Deus é amá-lo sem medida”, já dizia São Francisco de Sales e Pe. Pio afirmava que “A oração é a chave que abre o coração de Deus”.


Diante destas certezas podemos nos questionar; como anda minha oração, será que oro só com a boca ou oro também com o coração? Quanto tempo dedico a minha oração pessoal? Será que a minha oração faz-me ir ao encontro do irmão? A pergunta de hoje é:

Como anda minha oração?

Pense, reflita...